Aquele 1%

0
1231

Você já teve ter ouvido falar sobre como as mulheres gostam de “canalhas”,ou seja, daquele cara que não tem futuro,que é o pegador etc,etc. Ou talvez você já passou por isso.Foi rejeitado por uma moça, pois, ela preferia ficar com aquele cara que não presta do que ficar com um “estranho” que seria você. Podemos fazer uma apologia as músicas: “AQUELE 1%”(Marcos e Belutti) e ” ELAS GOSTAM ASSIM”(Projota). Essas músicas refletem a identidade que muitas mulheres ganham pela sociedade brasileira. Assim como disse no artigo anterior ” o Clichê dos preconceituosos”, seria uma falta de inteligência de muitos acreditarem que TODAS as mulheres gostam dos “canalhas”. Mas como podemos explicar a atitude de certas mulheres em relação aos seus parceiros? Uma vez que percebemos como elas fazem escolhas erradas. A ciência explica isso.

Como dizia Pascal: “O amor tem razões que a própria razão desconhece”. Segundo o médico,cientista e escritor,Drauzio Varella, o amor nasce do olfato. Se você não entendeu vamos vê uma matéria bem didática da Jeanne Callegari, publicada em Maio/2010 pela Superinteressante descreve muito bem estes estágios:

1º) Vivenciando a aproximação Olhares que se encontram, corpos que se comunicam, coisa de pele. Sim isso realmente existe, o corpo percebe essa avalanche química através do cheiro. Aí, nos conectamos com pessoas com identidade imunológica complementar a nossa.

2º) Do primeiro encontro a paixão A partir deste momento, depois da atração irresistível inicial, a química cerebral produz uma turbulência de impulsos.
1. Começa com atração sexual, com aumento da testosterona em ambos os sexos, inclusive nas mulheres
2. Depois vem a paixão avassaladora, um não vive sem o outro, o dia não começa enquanto você não me telefonar, e ai o cérebro esta repleto de dopamina.
3. Depois vem a ligação afetiva mais sólida o companheirismo, manifestado nas mulheres pela ocitocina e nos homens pela vasopressina.

3º) Bem vindos ao Amor Aqui é tudo bem mais complexo, “Enquanto crescemos, vamos criando um conceito da pessoa por quem iremos nos apaixonar”, explica Semir Zeki, neurologista da University College London e autor de estudos sobre o cérebro das pessoas apaixonadas.

O amor, assim como a droga, é circulo vicioso que pode nos levar a fazer coisas inquestionáveis, por exemplo, mandar flores, dar presentes caros, levar a restaurantes chiques. Fora a loucura que algumas mulheres fazem ao serem rejeitadas, por exemplo, se cortarem, perseguir o ex, mandar mensagens todos os dias, etc…

Assim uma mulher pode fazer muitas loucuras para uma pessoa amada, o que a torna muitas vezes cega, pois, ela apenas vê o lado bom da pessoa amada, ou seja, aquele “canalha” no qual não irá fazê-la feliz, pois muitas vezes suas intenções são de desejos sexuais, ou até mesmo de submissão.

A música “AQUELE 1%”, demonstra bem esta realidade, no momento em que se fala diz:

Tô namorando todo mundo
99% anjo, perfeito
Mas aquele 1% é vagabundo
Mas aquele 1% é vagabundo
Safado e elas gostam.

Ou seja, o cara tem 99% de bondade, amor, etc… porém a mulher prefere AQUELE 1% que não vale nada, pegador, dom juan etc…

Porém isso não afirma que TODA mulher gosta daquele homem safado, como já disse nunca se teve generalizar algo, por causa da nossa miopia intelectual.

Assim também como os homens não gostam de mulheres “vadias”

Podemos assim concluir tudo o que dissemos em uma simples frase: ” Tanto homem, quanto mulher gostam, ou melhor, tem uma parte “safada dentro de si. Isso explica o fato pelo qual fazemos sexo e nos sentimos atraídos pelo físico das pessoas amadas.

E o que você leitor(a) acha desta questão? Deixe seu comentário falando sobre o assunto e deixando novas ideias para novos artigos.

Obrigado!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA