Flores! Isso é atraente?

É sempre bom você conhecer nem que seja um pouco a garota, para saber se ela gosta ou não de flores

0
898

Se você é do tipo de cara que quer impressionar uma garota, e não minta, você logo pensa em flores. É amigo as flores são uma das melhores e clichês opções que homem pode ter em relação a conquistar uma mulher. Mas você sabe o momento certo de dar flores? Sabe se seria ótimo dar flores? E se ela for alérgica? Então termine de lê este artigo e siba de… quase tudo sobre flores e mulheres.

Se você está muito afim de uma garota, mas muito afim mesmo mano, pois, nada pior do que você uma garota, seja esposa, namorada ou paquera, deixe isso bem claro para a garota na qual você irá dar as flores. Vamos nessa!

É sempre bom você conhecer nem que seja um pouco a garota, para saber se ela gosta ou não de flores, as vezes ela pode ser alérgica, então é sempre bom saber. Sempre que você quiser dar flores, dê nos momentos exatos, por exemplo, nunca dê flores quando se ela vai embora de ônibus ou metrô, elas podem cair ou coisa parecida. Se possível dê a ela as flores e uma carona. Flores para permanecerem bonitas precisam de água, então de preferência leve as flores dentro de uma jarra. E caso ela tenha alergia ou não tenha tempo pra cuidar dar flores, como buquês e orquídeas, esqueça.

Caso você não conheça bem a garota e está indo a casa dela, as flores são ótimas opções, você pode até dar para a mãe dela, por isso é sempre conhecer nem que seja um pouco a garota. Muitas vezes a garota irá aceitar as flores pelo fato dela ter visto o quanto você se importava com ela. Você acompanhar ou substituir as flores por um jantar, joias( caso ela for consumista),chocolates, livros, filmes, cd´s, o importante é agrada-lá e mostrar seu verdadeiro sentimento, mas mostrar mesmo, nem que ele seja for atração sexual, mas tem que mostrar.

Fonte: A incrível e maravilhosa cacheada que eu conheço Anny Echelmeier, responsável novamente por uma das minhas melhores obras. Obrigado Anny.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA